O Ateliê Ordenar foi criado por mim, Verônica Cavalcanti, para que pessoas e empresas tenham mais organização – e qualidade – em suas vidas e ambientes. Meu prazer é organizar casas, empresas, espaços, objetos e tudo mais que você possa imaginar.

 

Não existe um só caminho para a solução de organização. Existem muitos tipos de personalidades e influências e cada um deve descobrir seu próprio modelo de eficiência. O Ateliê Ordenar ajuda você – e sua empresa – a encontrá-lo.


{

Organizada desde o berço!  Nasci organizada, disciplinada, obstinada. E, ainda, sob o signo de Áries e ascendente em Escorpião. Como me disse uma vez um numerólogo: vim para a guerra.

Aos 13 anos organizava o armário do vovô, sempre às vésperas do carnaval, para bancar os bailes no clube. Mais cedo ainda, lá pelos 5, 6 anos, amava o Natal, não para receber presentes, mas para “herdar” aquelas cestas de vime que meu pai ganhava das empresas. Eu adorava guardar bonecas em um cesto daqueles.

Na faculdade trabalhava em lojas para ter algum dinheiro. Em todas elas, minha seção era a mais organizada e acabava servindo de inspiração para os colegas de trabalho. Das lojas cansei e fui trabalhar em fábrica, depois em gravadora, sempre assessorando chefes desorganizados e deixando a empresa “nos trinques”.


Vocação: Organizer

 

Depois de formada em Comunicação Social fui para os EUA curtir umas férias de 15 dias, que se transformaram em 6 meses. Lá, organizando cozinhas e lavanderias das clientes de minha prima, tive o primeiro insight quanto à minha real vocação: a de organizer. Voltei decidida a fazer o meu dom uma profissão. Mas como começar?

 

Em 1997, trabalhei em Docas SA organizando seu arquivo histórico e centenário. Com essa experiência muitas outras portas se abriram e vieram empresas de peso, como a Petrobras. Os amigos, primeiros clientes pessoas físicas, também começaram a contratar meus serviços, incentivando minha vocação. Não dava mais para parar. Assim, meu último emprego oficial durou quase 04 anos no extinto Hotel Meridien. Lá, como Coordenadora de Estoque, fui responsável pela organização de todos os almoxarifados além de inventários, reposição e compras.

Organizer como profissão

Final de 2004 cheguei ao Senac, com material próprio, escrito com base na minha vivência somente, sem pesquisas ou demais referências, e quando aqui no Brasil, pouco, muito pouco se falava de organização. Levou alguns meses para abrir a primeira turma, mas em agosto de 2005 conseguimos emplacar a primeira turma do Senac com oito alunas somente.

O casamento com o Senac durou exatos 8 anos, sendo a única docente durante todo esse tempo.  Ao longo dos anos, abri caminho para a minha então, sócia, parceira e amiga Patricia Cirilo dar aula também. Ainda assim, me dividia entre Senac Teresópolis, Barra e Botafogo. Com material próprio, atualizado, escrito por mim, fornecedores parceiros, sala de aula com vitrine entre outros atrativos, as turmas do Senac progrediram em ordem geométrica. Quando deixei o Senac em 2013 , as turmas já eram com quarenta alunos e fila de espera. Mas enfim, as incompatibildiades eram muitas e resolvi seguir sozinha, já que encontrava dificuldade em coordenar agenda com aulas e os muitos clientes já fidelizados do Ateliê Ordenar.

Durante esse tempo, sobrevivemos às muitas crises mundiais e nacionais. Montamos equipe, tivemos uma única sócia, querida, que deixou saudades mas por motivos particulares precisou se ausentar. Hoje, o Ateliê Ordernar (ou AO, como carinhosamente o chamo) sou eu, com algumas ajudantes que agregam e muito ao nosso trabalho. Mão de obra específica para trabalhos específicos, cada uma treinada para atender um perfil de cliente, um escopo diferente de trabalho. Assim, conseguimos atender os nossos muitos clientes e crescer cada vez mais, mesmo com tamanha concorrência. Acreditamos que realmente nosso diferencial seja o nosso atendimento, o conhecimento e a criatividade. Não trabalhamos o espaço, e sim a pessoa que nele habita. E isso faz com que nossa acertividade seja muito maior.

Esse é o AO, bem vindo!