Aí, depois daquele turbilhão que foi minha última postagem, veio a bonança, lindamente vestida com seu longo e trazendo um drink. Eu diria mais, veio um projeto quase poético.  Delicioso de se fazer!

Começou assim ó. Ela é sobrinha da nossa cliente mais que querida, que há dez anos ou mais, usa os nossos serviços. Já falei dela aqui em vários posts. Já perdi a conta de quantas vezes organizamos a vida dela, desde mudanças, manutenções, consultorias, fotos, arquivos e até o barco novo da família. Ela é uma pessoa diferente, especial, é daquelas que chora quando a gente chega lá. É praxe. Ela diz que a gente faz ela muito feliz! Ela sabe bem, que a recíproca é verdadeira.

Como sempre ela e seus presentes inusitados, diferentes ao mesmo tempo coerentes. E ela sempre que pode, distribui para a família vouchers de organização. Sim, nós temos de fato. Ela compra um dia do nosso trabalho e dá de presente para alguma sobrinha que está se mudando ou precisando de manutenção. E que família minha gente! Que família!

Chegou a vez de mais uma sobrinha que estava de mudança para uma casa lindinha, tombada pelo Patrimônio Histórico Nacional. Um lugar que eu jamais iria, se esse projeto não tivesse acontecido. Escondida, linda, bem localizada, discreta. Sabe aquela casa que, olhando de fora vc não dá nada, mas ela cresce por dentro? Parece coisa de ficção. Nárnia, como eu sempre gosto de dizer. Uma casa toda novinha, e tudo o que era original, perfeitamente preservado.

E o que dizer da cliente? Não esperava nada diferente desse legado, dessa moça linda e jovem que eu já conhecia por fotos da família. Inteligente, sábia, casamento lindo, filhos mais ainda. Vida simples, espartana, nada de glamour, nada de ostentação, mãe real, mulher real, nossa, como é bom trabalhar com os autênticos e de pé no chão, o trabalho flui fácil.

Uma curosidade. Eu fiz esse orçamento às vésperas do natal ou do ano novo, final do ano passado, não lembro, ficamos pelo menos uma hora e meia conversando sobre tudo. A afinidade foi de cara! Quando eu cheguei em casa, logo que saí da casa dela, recebo uma mensagem dela pelo whatsaap, dizendo que ela não depreciava o meu trabalho, que ela sabia o quão ele era importante e valioso mas que precisava conciliar com as possibilidades financeiras de um casal com casa no fim de obras. O presente era de uma diária, o restante seria por conta deles. Fiquei pensando porque ela estava me dizendo isso e lembrei de uma postagem que eu tinha feito na véspera no IG, onde como sempre, eu falo de uma forma, eu diria impiedosa sobre a barganha nos preços dos serviços de organização por parte de algumas pessoas. Isso causa uma desvalorização dos profissionais do mercado. Aliado a isso,  as más profissionais que trabalham de graça para famosos em troca de postagens nas midias sociais ajudam a colocar a pá de cal numa profissão linda, relativamente nova e que tem tudo pra ser super valorizada. Aliás, vergonha dos senhores famosos aceitarem essa permuta, com dinheiro mais que suficiente pra pagar todo o projeto. Vergonha!! Tirando proveito dos egos inflados!

Voltando. No escopo constava somente a pós mudança. O pré e a gestão era por conta dela. Por via das dúvidas, liguei pra Fink e pedi minha equipe de praxe. Aqueles meus Fink Boys que já sabem como a banda toca e como eu gosto que as coisas sigam embaladas.

Chegamos quando tudo já tinha sido entregue, mas junto com a Fink fazendo o final do içamento. Nosso escopo era de três dias para organizar cozinha, louçaria, closet do casal, rouparia e quarto dos filhos pequenos. De quebra ainda demos uma bola bonita no home office. Ela não pediu, eu me ofereci e não levamos mais do que uma horinha nesse lugar, e ainda assim cumprimos nosso prazo lindamente.  Os espaços foram muito bem pensados e ela entrou numa casa, que apesar de antiga, teve recentemente uma intervenção forte de uma arquiteta renomada do RJ. O projeto ficou um escândalo. Um escândalo!  Ainda assim, ela deu o tom dela naquela casinha linda. Pintou o armário das crianças de verde e fez um quarto fluido, super criativo e de baixo custo para esse casal de filhos lindos. O resto foi tudo pensado, planejado e providenciado numa loja de departamentos do RJ. A combinação deu no que deu! Organização e decoração sob medida nessa casa maravilhosa e que agora habita uma família que quero pra sempre no meu coração.

beijos e até a próxima

Verônica Cavalcanti – menina do AO

Compartilhe com os amigos