Ela é minha seguidora no Insta. Vc já leu um história parecida com essa ano passado.
E ela se repetiu esse ano. O Insta tá com força total!
Seguia minhas postagens, acompanhava meus textos e fotos com uma boa assiduidade. Como todos os nossos seguidores, e tenho orgulho de dizer, são orgânicos, o que significa, não foram comprados, não são robozinhos, eles permanecem e participam ativamente de cada publicação.
Aí, depois de estudar muito a página do Ateliê Ordenar, ela ganhou coragem e me ligou para fazer um orçamento para reestruturar sua casa. Falamos no telefone e fui lá. Ela não estava, só a empregada, mas me implorou muito pra esperar ela chegar pois queria me conhecer pessoalmente já que eu era uma referência desse mercado para ela. Orgulho! E ela com todas as letras me disse “me espera por favor, sou sua fã”. Orgulho 2! Como dizer não? Fiquei e conheci uma pessoa ímpar, sim, eu sou repetitiva, porque os meus clientes são diferenciados, e eu não tenho preocupação em parecer ser outra pessoa pra eles. Fingir ser um personagem, uma pessoa fina, que fala bonito, veste roupas lindas para compor o ideal do mundo, do que é uma empresária bem sucedida. Não, para os meus clientes, eu sou o que sou, aliás, para todos eu sou o que sou. Agrade ou não. Quem me conhece sabe. E tivemos uma química imediata. Entendi suas demandas, que não eram muitas. Um apartamento lindo, super decorado, bem localizado. Um casal com duas filhotas pequenas, de 10 e 6 anos e cada uma com seus respectivos quartos fofos e nada entulhados ou esbanjando excesso de coisas. Tudo na medida. Faltava imprimir uma lógica de organização para que fosse mantida e auxiliasse na rotina da casa.

Foram 4 ou 5 dias muito intensos e divertidos, para organizar os quartos das meninas, o armário do casal e dar aquela releitura no quarto de empregada.
Ela participou do processo e quando não participava, nos dava total liberdade de decidir por ela. Isso facilita muito a nossa vida. Esses dias na casa dela nos aproximou ainda mais, acho que somos irmãs de outra encarnação. Pensamos muito iguais em várias questões, sem contar o respeito imenso que rola entre a gente. Pura felicidade!

Cada menina no seu quarto, com poucos brinquedos e uma decoração sob medida. Os armários eram do apartamento e tivemos que fazer algumas adaptações para acomodar as roupinhas e acessórios delas. Usamos colméias e substituimos cabides para ganhar espaço e dar mais independência às meninas.

O quarto das meninas tinham umas coisas lindinhas que só uma mãe antenada poderia providenciar. Uma caixa de acrílico para expor os bonequinhos da Disney que obviamente, euzinha que tenho TOC, tive que reorganizar com os bonecos agrupados por afinidades, do tipo, príncipe com a princesa correspondente, personagens do mesmo filme juntos e por aí vai. Santa insanidade!

O armário do casal, ainda tinha um bom espaço superior mas o armário era recortado porque o apartamento é todo recortado. Muito engraçado isso mas complicado operacionalmente. Quando se precisa otimizar espaço, o armário recortado faz com que tenhamos que operar milagres para fazer caber as coisas. Uma loucura!

O quarto de empregada era pouca coisa, e uma assistente sozinha deu conta. Enquanto isso eu fechava com ela mais um segundo projeto seguido ao da residência, de organização de 5 mil fotos de família sendo que, parte desse projeto seria o presente de natal dos irmãos. Então, já saí de lá carregada de fotos e o resto ela fez o delivery. Muita coisa mesmo, e uma história linda de vida, de pai e mãe e muitos antepassados para contar e resumir em poucos álbuns. Mas isso é uma outra história, depois eu conto num outro post, porque tenho que ir lá colocar a mão na massa e fazer esse presente de natal acontecer lindamente para esses dois irmãos que tem uma jóia preciosa como irmã! Certo Pat?

Até a próxima gente minha!
Beijos da menina do AO

Verônica Cavalcanti

Compartilhe com os amigos