Nos dividindo entre projetos novos e um mundo de fotografias para organizar e digitalizar…os filhos…a rotina deles…a casa…a crise. Enfim, tudo junto e misturado faz um diferença enorme nos dias de hj! Então, esse post é sobre um trabalho que aconteceu alguns meses atrás. Mas que foi tão interessante, tão interessante, e tem tantas informações para agregar, que acho, que ainda que tenha perdido o timer, vale à pena contar.

Um história interessante e não me canso de admirar, as novas famílias, multiculturais, aquelas que quebram padrões. Sou fã disso! E essa família é assim. Uma mulher, altíssima executiva, européia, que veio ao Brasil para assumir a presidência de uma multinacional de cosméticos. Casada com um carioca, daquelexxxxxxxxxxxxxxxxx, que amam bixcoito Globo e toma Matte Leão, porque todos nós cariocas amamos isso, obviamente. Uma casal de filhos pequenos, ela com uns 5 anos, e ele com 8 anos. Um a cara do pai, a outra, européia como a mãe. O máximo!

O pedido de socorro veio pela arquiteta. Nossa velha parceira de sempre. Essa família vinha da Europa, uma mudança que já tinha chegado e estava no guarda móvel pois veio de container. E eles, abrigados num apartamento pequeno em Ipanema, com uma outra mudança por fazer. A missão era juntar duas casas num senhor apartamento triplex no mesmo bairro. Um vista mar de tirar o fôlego. Três andares com muitos armários para preencher e uma família onde o homem toma a dianteira da casa, da rotina dos filhos, da escola, dos estudos, do mercado e afins e a mulher, trabalha fora e mundo afora como doida! Sensacional! Palmas para essa família desprendida de rótulos.

Entramos com a missão de montar primeiramente toda a primeira mudança. Não lembro mais quantas caixas, mas muitos brinquedos, louças, roupas e um enxoval de inverno que ela não abria mão, até porque viaja o mundo todo a trabalho e usa muito elas. A equipe do AO foi composta de 5 pessoas nos dias de pico, vcs já sabem né? Aqueles primeiros dias em que chegam as caixas ou que é preciso alavancar a casa. Neste caso, era a segunda opção, precisávamos alavancar a casa antes que as crianças entrassem e começassem a rotina escolar. Era um pedido do casal. E alavancamos. Uma equipe fazendo a cozinha, porque quando tem criança na jogada, esse espaço é prioridade. Outra no quarto das crianças começando a triagem em brinquedos e começando a montagem do armário de roupas.

Os dias seguintes foram de muita correria. A equipe se dividiu em, continuar o quarto das crianças enquanto a outra, já dava início ao closet do casal, que na verdade, era somente dela. Muuuuuita roupa, muita mesmo! De se esperar de uma mulher com o perfil e cargo dela! A roupa do marido, foi banida para o quarto vizinho, do filho e uma pequena parte mais social, para um armário em frente ao quarto do casal. Aqueles armários de corredor, que na verdade funciona mais como roupeiro, mas esse tinha uma arara, logo…
Depois de finalizado o quarto das crianças, o closet do casal, a cozinha, a área de serviço, o louceiro…chegou a vez dos livros, memórias, arquivos, banheiros, roupeiros e um armário no corredor com todos os cosméticos que vc possa imaginar. Muita, mas muita coisa mesmo! Esse é o mercado de trabalho, o expertise dela, era de se esperar E detalhe, ela tinha umas caixas da Muji, papelaria que sou louca de paixão, e que foram mega eficazes na organização. Foi uma mão na roda!

A etapa seguinte, foram nos andares de cima. Um quarto de inverno, ou seja, um espaço que abrigou todas as roupas de inverno da família. Os trench coats, cashmeres, casacos, lãs e acessórios, todos sem exceção foram para esse espaço. E vou falar? Ficou um espetáculo! Quando ela for viajar, é só ela ir nesse espaço e definir o que quer levar. Muito mais fácil. Também nesse andar, ficou um pequeno home office para as crianças. Um espaço para fazer os trabalhos escolares, tudo isso olhando o mar, ai, ai! A marcenaria, super generosa desse espaço, nos auxiliou e muito para guardar canetinhas, lápis, borrachas, cadernos e afins de todo esse universo.
Ah, nesse espaço ainda tinha uma cozinha gourmet deliciosa. Todos os acessórios escolhidos para ela pelo casal, foram acomodados e com muita folga.

Tá pensando que acabou???? Nananinanão!! Esqueceu que ainda tinha a mudança do apartamento pequeno de Ipanema para chegar?? Chegou. Então, eu não esperava tanta coisa. Tive que estender o contrato em mais dois dias e o cliente super entendeu. Aí começou tudo de novo…cozinha, área de serviço, armário das crianças, closet do casal etc…etc…etc…ajustar todo o volume recebido aos espaços já organizados e definidos e fazer as mudanças pertinentes. Um trabalho que nunca se esgota, amém!

O gran finale ficou por conta da sala, que de organização mesmo, só teve a roupa de mesa e uma cheirosa coleção de velas e essências, ajustadas para uma cômoda e um buffet laqueado poderoso. A decoração? Bem, eles contrataram uma senhora e querida arquiteta pra isso. Espetáculo, define!

Foram 7 dias para concluir tudo isso. Um apartamento de 400 metros quadrados, com muitos recursos e armários para abrigar tudo.Uma família especialísisma e que fez o que eu mais amo, nos deixou trabalhar livremente, nos deixou criar, nos deu o livre arbítrio. Resultado? Fotos lindas pra vcs curtirem e mais uma família feliz!

Beijos e até a próxima

Verônica Cavalcanti
Menina do AO

Compartilhe com os amigos