Central Globo de Produção, vulgo Projac!

O carrinho da Fafá vem pegar!

Minha musa e meus eternos quinze minutos de fama!
Há quinze dias atrás recebi um telefonema da produção do programa Encontro da Fátima Bernardes. Confesso que achei que fosse trote ou alguma especulação da má concorrência, coisa que vira e volta acontece. E aí, a voz do outro lado me dizia que iria retornar, etc e tal. Nem dei bola! Jurava que a informação não procedia e relaxei até receber um e-mail da produtora com algumas perguntas no melhor estilo sabatina virtual. Perceptível pela quantidade de perguntas que eles são super exigentes. Assim, ficamos “namorando” essa possibilidade durante duas semanas, trocando fotos, informações, possibilidades até que fechamos tudo e ela formalizou a minha participação no dia 15/05, ou seja, HOJE!
Dois dias sem dormir! Contabilizados exatos dois dias sem dormir!Acordava no meio da madruga elaborando possíveis respostas para as possíveis perguntas. Irrequieta, com a agenda fechada pra qq um, porque controlar a ansiedade tava complicado. Até que o dia D chegou. Lá fui eu, saí de casa às 7h da manhã guiada pelo motorista da Rede Globo em direção ao Projac, um trânsito do cão pra chegar lá às 8h30. Com direito à camarim, maquiagem, cabelereiro e coffe break, usufrui de quase tudo enquanto o grande momento não chegava. E às 10h45 em ponto eis que surge ela, linda, simpática e querida e o programa desenrola. Meu microfone, apertava meu crânio e meu nervosismo chegou ao ponto tal, que me bateu até sono, acho que de desespero! Na verdade já vivi outro momentos de tensão intensa antes em programa ao vivo, e foi no Sem Censura em 2010 se não me engano. Mas o alcance da Globo é inclusive internacional e quando pensava nisso,até enjôo eu tinha. Mas aí me bateu o seguinte, muitas dessas organizers que se intitulam formadas pela NAPO por aí, na verdade passaram pela minha mão antes, absorveram querendo ou não informações que eu passei e elas transmitem hj se julgando autoras da “parada”. Bem, eu tenho orgulho disso, de ver minhas ex alunas por aí fazendo trabalhinhos, mas parece que elas não tem, uma pena! Muitas não sabiam nem o que era uma rotuladora e agora se dizem formadas internacionalmente. Enfim, isso é papo somente pra outro momento, isso é, se valer à pena!
Bem, minha hora chegou depois de uma longa espera, tentei manter toda a calma possível e confesso que em alguns segundos meu ouvido se fechou. Mas já que tinha errado, vambora consertar e falar daquilo que sei de melhor, um titico da minha vida profissional e mais um titico das dicas, mas com a certeza de que as poucas frases ditas foram cruciais. Bem, ela me prometeu e ainda conversou comigo após o programa, vai rolar uma segudna edição, TOMARA! Se houver uma próxima vez, juro que não ficarei tão mais nervosa pois o Projac, ah o Projac, virou o quintal da minha casa! Amei e quero voltar, viu?

bjks
meninas do AO

Compartilhe com os amigos